sexta-feira, 1 de junho de 2012

Aula de História e Arquitetura no Cemitério do Bonfim



O cemitério do Bonfim recebeu, neste mês de maio, a visita de um grupo de alunos da Escola de Design da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). Os estudantes, que cursam o primeiro período de Design de Ambientes, foram conhecer de perto um pouco das características da arquitetura e também da história do mais antigo cemitério da Capital mineira.

De acordo com as professoras Patrícia Pinheiro e Marcelina de Almeida, responsáveis pela disciplina de Fatores Filosóficos, Sociais e Culturais I, os alunos estão aprendendo sobre a importância dos símbolos e da semiótica, e o objetivo da visita foi levá-los a um novo ambiente onde possam perder preconceitos e renovar experiências, contribuindo para as visões de sua profissão.

Para Marcelina, que também é pesquisadora da história do Cemitério do Bonfim e, por isso, conhece muitos detalhes arquitetônicos, características e curiosidades desta primeira necrópole de Belo Horizonte, é importante conhecer melhor este espaço que culturalmente é dos mortos, mas que na realidade significa muito para os vivos, e, assim, romper com a barreira do estereótipo. “Muitos alunos chegam com receio e saem daqui com uma nova visão de um cemitério”, relata.

As aulas duram aproximadamente três horas, e, além da história da construção do cemitério e de sua arquitetura, o grupo aprende ainda sobre fatores políticos e sociais envolvidos. “É uma oportunidade de conhecer o outro lado desse lugar, que tem história, tem cultura, tem lenda”, conta Marcelina. Foi pensando nisso, inclusive, que a professora, em parceria com a Fundação de Parques Municipais, pretende levar o projeto para fora das salas de aula, estendendo para a comunidade em geral. “As visitas ocorrerão em um final de semana por mês com grupos de até 30 pessoas”.


Os interessados podem entrar em contato pelo telefone 3277-5398 ou pelo e-mail eventosfpm@pbh.gov.br.

O CEMITÉRIO
Fundado em 08 de fevereiro de 1897, por ocasião da construção da nova capital mineira, o Cemitério do Bonfim é o mais antigo da cidade e é reconhecido por seu valor histórico devido a seu grande acervo de esculturas e obras que ornam túmulos e mausoléus, muitas de artistas italianos vindo ao Brasil no final do século XIX. Ao longo de todo o cemitério podem ser observadas obras de arte de estilos como a Belle Époque, o Art Deco ao modernismo brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário